quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Frases do Tasco 1

Um gajo após beber 2 garrafas de tinto sozinho, a pensar que aquela merda era água, e em defesa da sua família mais chegada:
-O QUÊ? a minha tia X, a minha tia Y, a minha Z? quem se mete com elas tá "quilhado". Mata-te mazé q'eu lebo-te uma palma...

speak to me q'eu speak to you

Fico sempre surpreendida e rendida à puta da minha ignorância quando leio o titulo e respectivo recheio dum post qualquer em que as putas das palavras usadas me obrigam a acordar o tico e o teco.
Mas porque caralho em Portugal se utiliza com tanta recorrência o inglês?
É o quê? falta de imaginação, carência de vocabulário, ou só porque  IN ENGLISH é maifine?
Analogias e mesclas linguísticas dão-me vontade de cagar.


  

Hoje sinto-me assim velha, desenconchavada e sem puto de piada nenhuma. Acho que vou cortar o pelo a ver se arribo.


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Pode chupar d'ora à hora menina...

- Ele que chupe uma de hora à hora, sem problema algum, pode chupar todo o dia sem parar que só lhe faz bem! Só não chupe a seguir às refeições, deixe passar aí meia horita e depois pode chupar à vontade.
Oi?

(resposta de uma farmacêutica a um pedido de pastilhas para o meu gajo que está afónico e com dores de gargumilo há já alguns dias. Escusado será dizer que me caguei a rir na cara da Senhora)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Ide tomar no cu, que apanhar é feio

Ora eu hoje já aprendi qualquer coisita.
Um ex-secretário de Estado da Cultura (culto, portanto) manda as finanças "tomar" no cu e é noticia no CM. Claro está que o Relvas respeita esta crítica. Pois também ele deu no cu a muito gado com a sua equivalente licenciatura.
Portantoss, a partir de hoje não mando as finanças apanhar no cu, mas sim tomar, que é muito mais culto e  respeitado.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

o burro do ruca

Este burro deste Ruca anda descalço em pleno inverno.
Claro que a canalha a seguir, quer fazer a mesma merda.
Rais parta o careca do boneco mais quem teve esta puta desta ideia.

Um camião que se estourou contra uma parede

Sim, não sendo loura nem burra, foi o que pensei.
Aqui passam muitos camiões, grandes com cargas enormes e atrelados carregadíssimos.
A primeira merda que me veio à tola foi: fodeu-se um camião!
Mas passados 2 segundos percebi que era um sismo. Um terramoto, socorro.
Num 1º andar feito em estrutura de aço, esta merda abanou toda.
Fiquei com um frio na barriga, assim daqueles que nos dão mesmo antes de termos uma valente caganeira.
Eu que sou uma gaja super corajosa, dei por mim a olhar para o tecto e a pensar: como saio daqui para ir buscar as minhas filhas caralho?
Pelo tecto? foda-se Marta. Pelo tecto? Caralhos te fodam, a olhar para o tecto? Tem saída é?

É dia do Senhor Valentim, seja lá quem for o gajo

O meu coração palpita fortemente, pois é dia do Senhor Santo Valentim...
O meu amor mandou-me um beijo pela brisa da manhã que mo entregou docemente nas fuças. 
Ai que feliz que eu estou.
Emocionada até às lágrimas.
Só me esqueci das exclamações em casa. 
E dos beijinhos e abraços e do amo-te muito também.
É dia de rosas e jantares românticos e chocolates e tantas outras coisas e coisinhas.
Tudo desculpas para uma queca, cara comá merda.


Lindas, loiras e super tias

Sou sozinha com as 2 cachopas de manhã, por isso temos filme de cowboys todos os santos dias.
Saio de casa atolambada e com as duas quase ao chuto pelas escadaria abaixo carregada com mochilas, sacos de lanche e o meu tijolo cheio de tralha assim tipo mula da carga, normalíssimo.
Chego de trombas à escola, de novo ao chuto pela carroça fora às duas, porque já é tarde como de costume, normalíssimo.
Empurro-as pela porta da escola dentro a controlar o mau feitio que parece mal.
Saio, um bocadito mais leve e mais airosa pois vou finalmente embrulhar qualquer coisa para tomar um café e esfumaçar um cigarro, normalíssimo.
A única coisa que não é normal neste cenário matinal é ver as outras mamãs à porta da escola, qual manada de vacas a saborear um fresco e verdejante pasto, em amena cavaqueira, todas pintadas, loiras, lindas, penteadíssimas, perfumadíssimas e de chave de porche na mão.
Acenam-me como a princesa Diana ao que rosno um simples bom dia.
Ou têm pais ricos, ou foram ao BES ou montaram um gajo cheio de pasta!



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Frases do Tasco

- Olha, sabes o qu'eu lhe disse, sabes?
- O quê mulher?
- Andastes a escunder essa merda como se fosse ouro, agora caga-lhe me cima, que bai bir fresco e eu num quero! pimba Zé mama cum essa.
(a propósito de uma caixa de fruta, da qual a Senhora queira umas pecitas e não a deixaram tirar...)

Não gosto mesmo nada

De gente porca; porca porca e porca de língua.
De gente falsa, políticos e merdas afins.
De fins de semana prolongados.
De entrar numa loja para ver qualquer merda e me aparecem 2 ou 3 meninas tipo abutres, posso ajudar? vai comprar qualquer coisinha? com um sorriso magnifico de orelha a orelha completamente disponíveis. Sei que estão a fazer o seu trabalho, mas não é preciso taannto sorriso. Quero ver, cuscar, ver preços, apreciar o material, sem que ninguém esteja em cima de mim, a espreitar por cima do ombro e a cagar opiniões que não pedi, olhe que é bom, muito resistente, temos vendido muito, eu própria tenho um e gosto imenso. Ok! pronto, não quero nada.
Não gosto de chegar ao escritório à 2ªfeira de manhã e ver cabelos sebosos em gente que não tem a ponto dum corno para fazer e que nem sequer toma banho. Foda-se ontem foi Domingo, não tiveste tempo para te lavares?
Não gosto do cheiro a usado que tresanda de alguns gabinetes. Dá-me vómitos.
E não gosto mesmo nada do Carnaval. Pronto, não gosto. Tirem lá as máscaras se faz favor, sim? 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

É carnaval, grande merda

Que raio de merda de festa que haviam de inventar, pá!
Tem algum jeito? saem para a rua disfarçados de uma merda qualquer a fazer figuras tristes. E mais, por andarem disfarçados, julgam que têm muita graça! Uma graça do caralho, mas é.
É bruxas, é gajos vestidos de gajas, é fuças pintadas. Disfarçai-vos à vontade (ou sê-de por uma noite o que não conseguis ser no resto do ano) mas festejai em sitio próprio que muitos há que não querem partilhar das vossas tristezas.
Ainda por cima fazem desfiles a tentar imitar os brazucas, com gajas, gajos e chavalada a morrer de frio, pois pensam que estão no Rio. Só se for em Rio Tinto!
Não sou uma gaja maldisposta mas esta festa deixa-me com os nervos em franja.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

ca medo

Estava a dar a minha vista de olhos pós almoço às vidas nas nets e faces, sim, porque isto de começar a trabuquir de lanço a seguir ao tacho pode dar-me uma coisinha má, quando me deparei com uma enxurrada de comentários e respostas a um post que continha a simples palavra merda. Estou em choque. Uma senhora, ou melhor uma leide, ficou chocadíssima com esta palavra aconselhando mesmo "tento na escrita". Ó minha rica filha, se por aqui passasses ou se me conhecesses tinhas um ataque cardíaco.

Um sucesso total o meu cú

Pois, tá claro que foi.
Um sucesso total, a aprovação dos duodécimos.
A bem da verdade é mais ou menos assim:
Recebes em parcelas piquinitas por mês para abafar a bordoada de impostos que o senhores cagões das governanças te chimparam no recibo. a ver se não gemes tanto... e tens duas hipóteses, ou aceitas, ou aceitas. simples. um total sucesso, pois tá claro.
Ah, e depois tens sempre a hipótese de deduzir mais despesas no irs no final do ano (desde que ainda tenhas guita para ter net, porque este merda toda tem que ser feita via net, para levar o carro ao mecânico, se ainda tiveres carro, para ir almoçar fora, se entretanto não tiveres morrido à fome, para ir ao cabeleireiro e tirar a penugem se entretanto não te tiver caído todo o santo pelo que tens no corpinho por desnutrição).
Eu é que sou uma ingrata, é o que é.

 

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Virei cagadeira

Parece que sim, é oficial, virei cagadeira.
Nestes últimos dias têm vindo ter comigo todos os putos dos problemas que algum iluminado se lembrou de cagar pra praça.
Ora, aí vai ralhoto a ver se há alguma cagadeira disponível.
Com tanta gentinha sem puto pra fazer por aí, tem que me calhar a mim a merda toda. foda-se.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Não há ninguém que te abafe?

Tive visita de bruxa este fds. Só se repete no próximo aniversário que será em Abril  (e mesmo assim é muito próximo). Não sei porquê, sempre que a santa vai lá a casa, andamos uns dias às cabeçadas com doenças várias e desta vez a história repetiu-se...será coincidência?
Quando a presença de alguém nos incomoda verdadeiramente, assim tipo, ela está a preparar-se para falar e já te apetece dar-lhe um valente estaladão nas fuças, as horas em que estás com ela parecem dias intermináveis. Dou por mim a pensar: não comes nem bebes mas aqui afiambras-lhe bem caralho; e não te calas nem nada? vais embora ou queres que te empurre? 
Partos lambidos, começo logo a avisar as meninas para se prepararem que temos que sair. 
Não consigo sequer disfarçar este sentimento de revolta. Revolta pelo que ela foi, pelo que é, pelo que poderia ter sido para o meu sogro, enfim... Sostras habituadas a ter quem lhes faça tudo, lutas  incessantes para serem as mais doentes da rua delas e egoísmo tiram-me do sério. Valemos pelo que somos e não pela pena que tentamos despoletar nos outros. Mas quando não se vale nada, tenta-se a atenção alheia como se sabe...

sai bruxedo, plamordedeus

O tempo tá uma merda. Certo.
A canalha anda toda entupida e ranhosa. Certo.
Mas pelo menos ao fim de semana a coisa podia abrandar um cadito, não?
Parece que anda bruxa pela casa da aranha...
Todos doentes, todos fodidos, execpto eu, que tenho que estar apta para assoar pencas, tratar dores de cabeça e limpar vomitados delas, dele e meu.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A propósito de objectivos

Ando há 3 anos a tentar não esmurrar a linda carinha da mais velha por causa dos trabalhos de casa.
tá muito difícil conseguir conter este meu instinto animalesco de resolver as teimosias à lapada. mas lá tenho, a muito custo, conseguido. houve uma santa mãe de um colega de turma que se lembrou de fazer a festa do seu rebento numa academia da ginástica. a canalha ficou toda entusiasmadíssima e fãs ao primeiro minuto da dita modalidade. a minha, como gosta sempre muito de tudo que seja novidade, tem em bom rigor, fodido a cabeça à velhota (euzinha) para experimentar. ora, como ela é um trambolho com os tpc's, toca a espicaçá-la um cadito que não tem força para aguentar: fazes os trabalhos todos os dia e na 6ªf vais experimentar, toma. hoje, 6ªfeira, cumprida que foi a sua parte, vou alapar com o costado na ginástica até ÀS 21HORAS(SOCORRO) que vai ser um mimo. mainada! quem te manda desafiar uma criança ah?

Ca merda de tempo

Logo hoje que tinha trazido óculos de sol e tudo...
e tenho que alapar com o lombo na ginástica com a maior rrhhhh.

Preciso de uma Ju na minha vida

A gaiteira pequena sossega na escola, a educadora é Joana. e sossega em casa ao fim de 2 semanas verdadeiramente alucinantes com a visita da amiga Ju lá a casa. por isso acho que preciso de uma Ju na minha vida.