Eu, sem véu

- digo palavrões com muita alguma frequência.
- pauto a minha vida por valores e princípios bem definidos dos quais me orgulho muito, mesmo que poucos partilhem da minha forma de estar na vida (ao inicio acham graça e tal, mas depois, deixa de ser fino).
- caio e bato forte com os cornos no chão, mas a seguir levanto-me ainda com mais gana.
- sem medo de viver, apenas sufocada com a ideia de morrer
- emancipada pela vida (e ainda bem)
- cresci muito rápido, fui filha, fui mãe, fui confidente e sempre absorvi tudo o que se passava à minha volta
- vivi até aos 8 anos com os meus avós e dormia num corredor. a minha avó fez jus ao titulo de sogra.
- fomos viver para longe e a casa não tinha condições. a retrete era fora com a porta segura com um pau. a louça era lavada no poço. era fodido quando chovia. tive uma banheira aos 9 anos, até lá tomava banho na bacia (mas todos os dias, ah?).
- gostava imenso do meu avô paterno. ele fazia desenhos comigo quando chovia e eu não podia ir brincar para o pátio.
- atirei com um penico de mijo à cabeça de uma vizinha que ia para a porta do meu pátio gozar-me por eu estar sentada no penico. 
- já levei no focinho no vão de umas escadas no 5º ano porque me estiquei na treta e a gaja era maior do que eu.
- quem me conhece (sem ser de vista) sabe que tenho fases em estou mesmo em baixo. não que eu demonstre, mas eles sentem-no. não estou habituada a mostrar os meus sentimentos, pois houve sempre alguém que precisou que eu estivesse lá. Talvez me julguem uma cabra sem sentimentos porque não os mostro a qualquer um.
- passo-me com gente falsa, que dramatiza para ser falada, para ter atenção.
- não alinho no efeito "manada"  e não suporto gente com opinião meleável. 
- não sou coitadinha.
- não sou fofinha, nem tento sequer disfarçar.

2 comentários:

  1. Esqueceste-te de:

    -mãe coruja, leoa, galinha e quantas mais espécies te apetecer enumerar;
    -amiga SEMPRE pronta e de forma antecipada, e também coruja,leoa, galinha... Ainda não foi preciso e a Marta já chegou;
    -gosto de uma boa gargalhada, numa boa companhia, mas tenho sempre, mas sempre de me sentir em "casa";
    -não faço fretes;
    -esqueço-me de mim;
    -vou aprender e dar-me ao direito de ficar magoada!
    -sou FIXE, BUÉ DE FIXE!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só quem me conhece mesmo bem, pode ter tal opinião sobre uma aranhiça venenosa como eu ;)

      Eliminar