sexta-feira, 15 de março de 2013

Um novo Papa velho

Ó pá, até gostei da carita do senhor.
Também com umas fuças como as do anterior, não era difícil.
E este até sorriu e tudo! Fodasse! (ups, picado)
É contra o aborto e contra o casamento gay.
Não sei porque ficam admirados com esta postura, queriam o quê? que ele abençoasse as fufas e os bichas? havia de ser bonito a bicharada a pavonear-se pela Santa Sé.
No dia em que tivermos um Papa a dizer, casai-vos bichas e fufas, fornicai como se não houvesse amanhã e a seguir abortai, então sim, está tudo comócaralho.
A ver se este dura alguns anitos, com 76 breques não vai ser muito fácil.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Não gosto

Não gosto de me sentir apática perante a vida;
Não gosto de ter merdas planeadas e não conseguir concretiza-las por visitas inesperadas;
Não gosto da noite;
Não gosto daquilo em que me estou a tornar, seca, agreste;
Não gosto da falta risos e gargalhadas em casa;
Não gosto de ingratidão;
Não gosto de não ter tempo para cagar;
Não gosto de enxaquecas;
Não gosto da minha recorrente falta de memória;
Não gosto quando os pensamentos se atropelam na minha mente e no momento seguinte quando os tento reproduzir, já se esvaneceram;
Não gosto de ser interrompida;
Não gosto de cheiro a sujo;
Não gosto de me descontrolar;
Não gosto de admitir que preciso de ajuda

terça-feira, 12 de março de 2013

Vou deixar de fumar...

Um dia.
Já esteve mais longe. Quando corro fico afogueada tipo obesa ao fim de 2 degraus.
Por isso, está decidido.
Falta a data.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Estes dias são superfelicissimos e bonitissimos e outras merdices mas para os outros...

Como os extremosos maridos resolvem levar as misses a embrulhar fora e vão às melhores francesinhas do Porto, alapo com o lombo no tasco a ajudar o meu gajo que me fodo! Sim, porque só nestes dias se lembram da preta que alomba com a casa, com os filhos, com o marido, com o chefe, com a sogra e toda a restante merda; no resto do ano desligam a ficha da mimalhice, pois o adorno está quietinho no seu canto a cumprir a sua missão. É vê-los a enfardar e emburquir e ainda a dizerem: come mulher coje é teu dia, anda quisto num é sempre.
O meu gajo pelo menos é consistente, nunca se lembra de nada destas merdas (e eu também não, confesso) a não ser no próprio dia quando lhe buzinam aos ouvidos no tasco que hoje é dia disto ou daquilo. Olha, a sério? Ó gaja hoje é o teu dia? Então vem mais cedo que já temos encomendas.

quarta-feira, 6 de março de 2013

e pronto, ta tudo fodido

O raio do papa caiu, melhor caiu um raio no papa ou à beira do papa ou qualquer merda assim parecida.
Os oscares deram uma tenda do caralho e as pipocas ficaram todas murchas com a demora da bimbalhada.
Houve uma manif do caralho em Portugal e o povo saiu a rua com cartazes dignos de se ver (ler).
Os transportes ficaram sem gaisoile e dizem que estão em greve senao o passos fode-os.
Por fim morre o chaves...
So falta ressuscitar o salazar. Ou acabar a puta da crise.

terça-feira, 5 de março de 2013

Hoje é um dia triste

Faria 61 anos o meu sogro...
Sou um bocado cabra no que respeita a demonstrar os meus sentimentos.
Mas sinto muito a falta dele. Era um Homem bom, sem maldade. Bronco às vezes, mas era assumidamente ele, e quem não gostasse que se fodesse.
Ainda parece mentira. Tenho a sensação que vai voltar a qualquer instante. Só quebro completamente quando o vou visitar à sua nova morada. Imaginar o que se passará por baixo daquela pedra fode-me toda.
Identifico-me em certos aspectos com ele, pois cagava bem lá de cima para quem se incomodava com as suas tiradas. Trabalhador como não havia, lutou até ao fim e hoje está de parabéns!

1 SEGUIDOR!

Ó pá!
Estou estupefacta!
Estive fora em recuperação da panca e, eis senão quando, regresso aqui ao tasco e vejo uma coisita esquisita lá em cima na página inicial assim de diferente: 1 seguidor
Mesmo? mas quem será o fulano?
Ao fim de muita merda escrita o primeiro e único seguidor merece uma nota de realce sem qualquer dúvida. bem vindo Fulano

segunda-feira, 4 de março de 2013

Para quem dizia que não tinha saco lacrimal...

Desde há uma semana que me sinto bastante mal. Mal mesmo, tipo bosta de boi ou vaca ou outra merda qualquer. Uma verdadeira posta de merda, portanto.
Sou um gaja bastante resistente e resiliente, tipo calhau a quem normalmente não é qualquer merda que afeta.
Tive uma súbita e dilacerante visita das minhas inimicíssimas lágrimas. Desta vez a puta da visita durou tempo demais. Detesto, odeio, abomino profundamente o descontrolo das minhas emoções, pois só quando estive a pifar do kiko aqui há uns anos atrás essa merda me aconteceu e nessa altura foi um caralho para resolver pois a minha repulsa por mim própria por não me dominar e controlar foi a maior adversidade na cura (parcial, diga-se).
Pois recuperada que estou, pois a puta da vida a isso obriga e esperando que passem mais uns quantos anos para a visita do fantasma lacrimal, regresso a todo o vapor, ainda que com quebras esporádicas no meu sarcasmo e palavreado caralhal e nortenho.